Confira essa lista 10+ quantos por cento é de pensão alimentícia perfecto

Nós preparamos um guia que quantos por cento é de pensão alimentícia perfeita para o dia a dia. Se você gostou das nossas dicas , não deixe de acompanhar o guia nas redes nhaxinhplaza.net para mais opções incríveis!

O cálculo da pensão alimentícia é motivo de muitas dúvidas para as famílias. Esse valor é apenas uma das muitas questões envolvendo dependentes que precisam ser discutidas na hora de uma separação.

Mas como saber qual é o valor justo? E se o alimentante (pessoa que paga a pensão) não ganha muito? Quem define qual a quantia?

A verdade é que não existe uma receita de bolo para definir a pensão, nem um valor pré-determinado. No entanto, existe sim como ter uma noção geral do cálculo. Confira a seguir!

O que a pensão alimentícia deve cobrir?

Antes de partir para o cálculo, não pule esta parte!

Entender de fato no que consiste a pensão alimentícia e quais necessidades do dependente ele deve cobrir é o primeiro passo para calcular.

Compreenda que o objetivo da pensão é cobrir gastos básicos e manter o padrão de vida dos filhos. Ou seja, evitar mudança de escola e até mesmo a interrupção de atividades extracurriculares, como cursos de idiomas e natação.

Além disso, as necessidades básicas não dizem respeito somente à alimentação. Embora esse item dê nome ao valor que deve ser pago mensalmente, a pensão deve cobrir também: saúde, educação, vestuário e até lazer.

Afinal, você pode ter se separado, mas o filho ainda é seu. Ambos os responsáveis pela criança devem manter e arcar com a qualidade de vida dela. Assim como era antes da separação.

Como é feito o cálculo da pensão alimentícia?

Quem define o valor da pensão alimentícia é juiz. E como já mencionado, não existe uma receita de bolo.

Mas para se ter uma ideia, acontece assim: são somadas todas as necessidades da pessoa alimentada: alimentação, saúde, educação, vestuário e outras.

E também são observadas as condições financeiras do alimentante (que paga a pensão). Ou seja, qual é a sua renda no mês.

Na hora de tomar a decisão, o juiz vai levar em consideração o binômio: necessidade (do alimentado) e possibilidade (renda do pagante).

Mas isso não é uma fórmula! O juiz vai avaliar caso a caso.

Ele também poderá determinar se o valor será pago sobre o salário base ou líquido. Mas se a sentença ou acordo não especificar nada, o cálculo é feito sobre o salário bruto, excluindo apenas os descontos legais (INSS, FGTS e Imposto de Renda).

Em caso do alimentante estar desempregado o valor será definido com base no salário mínimo em vigor.

Existe valor mínimo para se pagar a pensão alimentícia?

É comum encontrar alguém que não saiba se existe um valor mínimo para se pagar pensão alimentícia. Se você também não sabe, calma que nós iremos te ajudar.

Não existe um valor mínimo para se fixar a pensão, isso depende de cada situação. Por isso, é necessário que o juiz avalie cada situação para saber quanto cada criança e/ou jovem deve receber de pensão.

Mas para isso, é preciso seguir um parâmetro das despesas, como:

-> As condições financeiras de quem vai pagar a pensão;

-> As necessidades da criança e/ou jovem;

-> Proporcionalidade do valor a ser arbitrado.

Sendo assim, o valor da pensão alimentícia precisa ser proporcional à possibilidade de quem vai pagar com a necessidade de quem vai receber esse benefício.

Por esse motivo, é comum que a justiça solicite que o valor a ser pago na pensão seja em torno de 15% a 30% sobre o salário do responsável que não tem a guarda do filho.

E um limite máximo, será que existe?

A lei não estabelece nenhum limite do quanto da renda do pagante a pensão alimentícia pode comprometer.

Porém, existe um entendimento dos tribunais de que o valor da pensão não deve ultrapassar 30% da renda da pessoa.

Ou seja, imagine um pai que tem renda de R$5 mil por mês. É provável que o valor da pensão que ele paga ao filho não exceda R$1.500.

Mas isso não é lei! Não se trata de uma regra. Por isso, dependendo das circunstâncias, esse valor pode, sim, ser ultrapassado.

Um exemplo: se esse pai tem mais de um filho, inclusive de outras relações conjugais. Pode ser que o valor determinado para as pensões ultrapasse os 30% de sua renda.

Ou ainda se o pagante tiver uma renda mensal significativa. Neste caso, mesmo sendo apenas um filho e de um casamento, ainda pode ultrapassar os 30%.

Lembrando que a principal regra é: cada caso é um caso.

+ Saiba como dar entrada na pensão alimentícia

Desde 2016, com a implementação do novo Código de Processo Civil, o salário também pode ser penhorado até um limite de 50%. Mas apenas nos casos de penhora de salário em folha de pagamento.

Veja um exemplo de cálculo da pensão alimentícia

Em resumo, o primeiro passo para o cálculo da pensão alimentícia será detectar todas as necessidades básicas.

Para isso, o ideal é que seja apresentada uma tabela com todas as despesas mensais fixas e, ainda, as ocasionais do alimentado. É importante mostrar documentos que comprovem esses gastos.

A tabela pode incluir conta de luz, de água, boleto da mensalidade escolar, condomínio, plano de saúde, despesas com remédios e até quantias gastas em atividades de lazer.

Assim, vejamos um modelo de tabela que pode ser utilizado para demonstrar as despesas referentes ao menor:

  • Aula particular de matemática: R$150
  • Natação: R$100
  • Roupa e sapato: R$150
  • Futebol: R$100
  • Escola: R$300
  • Plano de saúde: R$100
  • Gastos mensais com alimentação: R$200

Total: R$1.100

Neste caso, as despesas serão divididas por cada genitor. Ou seja, em torno de R$550 de pensão alimentícia.

Mas os valores mencionados são fictícios, apenas para fins de entendimento do cálculo. Além disso, o cálculo pode ser mais complexo e envolver muito mais despesas na vida real.

Alguns pontos importantes:

  • o juiz levará em consideração a proporção da capacidade financeira de ambos
  • no caso das despesas residenciais, como não é possível identificar a real quantia gasta pelo requerente, os valores devem ser divididos pela quantidade total de moradores do local
  • gastos como os de material escolar, que acontecem somente uma vez ao ano, podem ser divididos pelos doze meses.

Aplicando o cálculo em uma simulação

Imagine um ex-casal, em que “A” recebe um salário de R$6 mil e “B” recebe um de R$3 mil. Ou seja, A recebe duas vezes mais que B.

Portanto, partindo da ideia de proporcionalidade, o valor pago a título de pensão alimentícia deverá ser 2 vezes maior para A do que para B.

Pois bem, o ex-casal A e B tem uma criança que, por ora, tem um gasto total de cerca de R$3 mil por mês.

Logo, a pensão poderia ser definida em R$2 mil para a pessoa A. Se fosse para a pessoa B, poderia ficar em torno de R$1 mil (porque ela recebe duas vezes menos).

Repare que, neste caso, se o juiz fosse aplicar friamente o percentual de 30% para qualquer dos salários, provavelmente não chegaria num valor justo para a criança.

Por isso, são levadas em consideração as variáveis “necessidade, possibilidade e proporcionalidade”.

Existe a possibilidade de utilização do salário mínimo como parâmetro para a pensão. Mas isso ocorre nos casos dos trabalhadores informais ou dos assalariados que estão desempregados.

O valor da pensão alimentícia pode ser reajustado?

A resposta é sim. O valor da pensão alimentícia pode ser alterado para mais ou para menos.

Isso acontece sempre que fica comprovada modificação na necessidade daquele que a recebe ou nas condições financeiras de quem realiza o pagamento.

Nesses casos, o interessado poderá reclamar em Juízo, conforme as circunstâncias, a exoneração, a redução ou o aumento do encargo.

Isso ocorre por meio da ação revisional de alimentos, ocasião em que devem ser apresentadas e comprovadas as justificativas das partes.

Quem deve pagar pensão?

Muitos pensam que é sempre responsabilidade do homem pagar a pensão alimentícia. De antemão, já dizemos que não funciona desse jeito. Recebe a pensão quem fica com a responsabilidade de guarda do filho.

Ou seja, se o pai tem a guarda da criança, a mãe terá que arcar com as responsabilidades da pensão. E vice-versa.

Se o devedor não tem como arcar com a pensão, outras pessoas deverão assumir essa responsabilidade.

Sendo assim, a pensão alimentícia será debitada de parentes próximos, como os avós ou bisavós.

Até qual idade o valor deve ser pago?

O valor da pensão alimentícia é obrigatório e deve ser pago para filhos com idade inferior a 18 anos ou incapazes.

Além disso, o período pode ser estendido até os 24 anos ou até mesmo até a conclusão da faculdade, em caso de estudos.

Do mesmo modo, o direito se mantém em situações de doença ou incapacidade do filho.

Em alguns casos, o ex-cônjuge também tem o direito de receber o valor da pensão alimentícia. Isso acontece quando a Justiça verifica a obrigação entre o ex-casal.

Para isso, é necessário comprovar a dependência financeira em face ao outro ou até mesmo a impossibilidade de um dos cônjuges de trabalhar e conseguir o próprio sustento.

Seja por motivo de incapacidade, doença ou qualquer outro fator que possa convencer o juiz. Mas em caso de nova união, os filhos continuam a receber a pensão. O ex-cônjuge perde o direito.

Um exemplo é para a ex-companheira. Após o divórcio, existem os chamados alimentos compensatórios resultantes do dever de mútua assistência do casamento.

Nesse caso, dependendo do caso concreto, o juiz determina o valor da pensão alimentícia que deve ser pago pelo antigo companheiro em função do grande desnível econômico entre eles.

Entretanto, deve-se destacar que ele será necessário apenas enquanto a mulher não conseguir se restabelecer no mercado de trabalho e estiver com dificuldades de se estabilizar financeiramente.

Já no caso da mulher grávida, estamos falando do direito do feto, que, apesar de não nascido, tem direito à vida e à saúde.

Assim, a mãe tem direito ao auxílio durante a gravidez para todos os gastos relacionados ao bebê, como exames e medicamentos relacionados ao pré-natal.

Como solicitar a pensão de um parente que sumiu?

Você quer entrar com uma ação de alimentos para que os direitos dos seus filhos sejam garantidos. No entanto, existe um problema: um dos pais da criança desapareceu.

Ele cortou todo tipo de contato com você e com os filhos, mudou de endereço e agora você não faz a menor ideia de onde ele possa estar. O que fazer nesse momento?

Quando isso acontece, é necessário localizar a outra parte. Portanto, acione a justiça informando possíveis endereços, como o de trabalho.

Neste caso, você pode procurar os avós de seus dependentes, para que estes indiquem onde o genitor possa estar.

Diante da total ausência de notícias ou paradeiro do alimentante e da real necessidade do recebimento de alimentos por parte das crianças, é possível acionar outros membros da família para que paguem a obrigação.

Na lei de pensão alimentícia menciona-se a solidariedade familiar. Para isso, existe uma lista prioritária de familiares para cumprir o pagamento da pensão alimentícia.

Ou seja, na ausência do genitor, os primeiros a cumprirem a obrigação são os ascendentes. Ou seja, os avós.

Na impossibilidade de cumprir a obrigação, os tios, tias e irmãos podem arcar com o pagamento da pensão. Ou qualquer colateral até quarto grau.

A pensão pode aumentar em caso de mais filhos?

No caso de mais filhos, o valor da pensão alimentícia é maior. Entretanto, o cálculo permanece o mesmo e os fatores de análise também.

Na hipótese de filhos de relacionamentos diferentes, o percentual pode ser menor, afinal a análise depende da possibilidade do alimentante.

Quando a falta de pagamento pode levar à prisão?

Vale ressaltar, ainda, que o pagamento da pensão alimentícia mensal é respaldado por lei. Caso o auxílio não seja pago, o responsável pode ser preso após três meses de atraso, se comprovada a falta de pagamento.

A pena para esse tipo de delito vai de um a quatro anos de detenção em regime fechado com multa. E mesmo em cárcere, o pagamento da pensão deve continuar em dia.

Todavia, o decreto da pandemia fez com que muitos perdessem seus empregos, entre eles, responsáveis pelo pagamento de pensão.

Por isso, em agosto de 2020, o Superior Tribunal de Justiça revogou os pedidos de prisão vinculados ao não pagamento da pensão.

Ou seja, essa ação veio juntamente com o pedido de soltura daqueles que estavam presos pelo mesmo motivo.

Em suma, os responsáveis por deixar a pensão alimentícia em débito cumprem atualmente a prisão domiciliar, por não representarem risco à sociedade.

Gostou do nosso conteúdo? Confira também como está o pagamento da pensão durante a pandemia.

*Colaboração: Juliana Favorito

Top 15 quantos por cento é de pensão alimentícia um guia que Nhaxinhplaza

Pensão alimentícia: como funciona? Veja as principais dúvidas

  • Autor: valorinveste.globo.com
  • Data de publicação: 02/06/2022
  • Revisão: 4.86 (670 vote)
  • Resumo: O Valor Investe levantou algumas das dúvidas mais buscadas quando o assunto é pensão alimentícia para os filhos.

Desconto de pensão alimentícia em folha de pagamento: Como funciona e quando pode ser descontado?

  • Autor: pontotel.com.br
  • Data de publicação: 10/20/2022
  • Revisão: 4.51 (332 vote)
  • Resumo: A pensão alimentícia é a única lei que pode gerar prisão por dívida no país. … não ultrapasse cinquenta por cento de seus ganhos líquidos.
  • Resultados da pesquisa de correspondência: E como vimos, essa pensão pode ser paga por meio do salário quando assim houver previsão judicial. Para o empregador, o desconto de pensão alimentícia em folha de pagamento, deverá ser feito por meio de ofício que mostrará como a dívida será paga, e …

Novos valores de pensão alimentícia em razão do reajuste do salário mínimo

  • Autor: maynehortense.com.br
  • Data de publicação: 12/04/2021
  • Revisão: 4.33 (411 vote)
  • Resumo: Com o aumento do salário mínimo, a atualização também ocorrerá no pagamento da pensão alimentícia, se esta foi fixada em porcentagem do …

Pensão Alimentícia: Guia Descomplicado e Completo 2022

  • Autor: galvaoesilva.com
  • Data de publicação: 09/02/2022
  • Revisão: 4.13 (356 vote)
  • Resumo: Fale com um advogado especialista. Fale conosco. Pensão alimentícia para filhos até 24 anos ou mais. Para que o filho tenha direito de receber a …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: O pai é obrigado a ajudar a mãe gestante quando se trata dos custos da gestação, como gastos com médicos, exames pré-natais, medicamentos, assistência psicológica, gastos com o parto e os demais procedimentos necessários na prevenção e tratamentos …

O novo valor da pensão alimentícia

  • Autor: correiopaulista.com
  • Data de publicação: 08/18/2022
  • Revisão: 3.95 (383 vote)
  • Resumo: Não há percentual fixado em lei, é ilusão acreditar que o teto será de 30% (trinta por cento), pois, em alguns casos o juiz aplica até 50% ( …

REAJUSTE SALÁRIO-MÍNIMO E NOVOS VALORES DE PENSÃO ALIMENTÍCIA

  • Autor: aurelianosantos.com.br
  • Data de publicação: 02/16/2022
  • Revisão: 3.74 (329 vote)
  • Resumo: REAJUSTE SALÁRIO-MÍNIMO E NOVOS VALORES DE PENSÃO ALIMENTÍCIA. segunda-feira, 24 de janeiro de 2022 Lorival Aureliano e Rosangela Gomes 106710.

Qual o valor da Pensão Alimentícia?

  • Autor: pedromiguellaw.com
  • Data de publicação: 02/03/2022
  • Revisão: 3.56 (516 vote)
  • Resumo: Ajudar na criação dos filhos e o pagamento da pensão alimentícia não é uma escolha do pai, é um dever! Mas, se pagar é um dever do pai e do …

Projeto de lei da Câmara institui piso de pensão alimentícia em 30

  • Autor: ibdfam.org.br
  • Data de publicação: 11/10/2022
  • Revisão: 3.24 (559 vote)
  • Resumo: Projeto de lei da Câmara institui piso de pensão alimentícia em 30 por cento do salário mínimo vigente. 01/04/2022 Fonte: Assessoria de Comunicação do …

Qual valor da Pensão Alimentícia?

Qual valor da Pensão Alimentícia?
  • Autor: pensaodealimentos.com.br
  • Data de publicação: 05/03/2022
  • Revisão: 3.05 (369 vote)
  • Resumo: Porém, quando o assunto é o valor da pensão alimentícia paga, geralmente ao … A retenção de 30% dos vencimentos para o pagamento de pensão é um percentual …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Ainda que a dúvida seja constante e que exista uma falsa crendice popular de que o valor da pensão alimentícia corresponde ao percentual de 30% do salário de quem deve pagar os alimentos, a única certeza quando o assunto é o valor da pensão, é que …

Pensão alimentícia, como funciona, guia completo

Pensão alimentícia, como funciona, guia completo
  • Autor: marcojean.com
  • Data de publicação: 02/17/2022
  • Revisão: 2.86 (87 vote)
  • Resumo: Pensão alimentícia é um assunto que gera muitas dúvidas, … Enfim, embora 1/3 (um terço) e 30% (trinta por cento) seja os valores mais …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Se quiseres conhecer estratégias sobre revisão de pensão, para aumentar, diminuir ou cancelar a pensão, é recomendado dar uma olhada neste curso do professor Nelson Sussumu Shikicima, o curso tem uma linguagem muito simples e é indispensável para …

Qual O Valor Da Pensão Alimentícia Em 2021? – Jus.com.br

  • Autor: jus.com.br
  • Data de publicação: 03/16/2022
  • Revisão: 2.74 (132 vote)
  • Resumo: Só a título de curiosidade, esses 30% são um costume dos Tribunais somente quando não se pode comprovar a renda do pai. Ou seja, naqueles casos …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Isso, porque um advogado com essa especialidade já é experiente; trata de casos de PA diariamente. Ele ou ela vai saber exatamente o que te perguntar, quais detalhes você terá que revelar, quais contas e documentos deverão ser apresentados e como …

O mito do percentual de 30% da pensão alimentícia e a realidade nas decisões judiciais

  • Autor: terra.com.br
  • Data de publicação: 09/06/2022
  • Revisão: 2.77 (143 vote)
  • Resumo: Ainda restam inúmeras dúvidas quanto ao percentual devido para pagamento de pensão alimentícia, visto que geralmente as decisões judiciais …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Pensão alimentícia é o valor pago a uma pessoa para o suprimento de suas necessidades básicas de sobrevivência e manutenção, desde que expresse a respectiva necessidade e esteja previsto dentre os beneficiários da lei. Apesar da palavra “alimentos”, …

Como se calcula a pensão alimentícia dos filhos?

Como se calcula a pensão alimentícia dos filhos?
  • Autor: franzoni.adv.br
  • Data de publicação: 03/03/2022
  • Revisão: 2.56 (155 vote)
  • Resumo: Saber quem tem direito a receber alimentos e como se calcula o valor da pensão alimentícia é dúvida de inúmeros casais que estão em processo de …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Mas vale o alerta: a regra, no Brasil, é a não prestação de alimentos. A regra é que cada um busque seu próprio sustento, e que viva de acordo com as suas possibilidades. Apenas quando isso não é possível é que os parentes são chamados a prestar …

Pensão alimentícia: entenda como é calculado o valor da pensão

  • Autor: dicasdemulher.com.br
  • Data de publicação: 03/08/2022
  • Revisão: 2.44 (141 vote)
  • Resumo: A pensão alimentícia é uma quantia definida por juiz, a ser paga mensalmente para um filho ou ex-cônjuge, para manter seus gastos não só com alimentação, …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Em alguns casos, ex-cônjuges também tem direito a receber a pensão alimentícia. A advogada Amanda Prandino explica que “atualmente os Tribunais Superiores tem entendido, via de regra, que para que se verifique a obrigação alimentícia entre …

Fixação da verba alimentar: Deve ser sempre 30% do salário do alimentante?

 Fixação da verba alimentar: Deve ser sempre 30% do salário do alimentante?
  • Autor: migalhas.com.br
  • Data de publicação: 01/12/2022
  • Revisão: 2.47 (82 vote)
  • Resumo: Porém, não é possível requerer qualquer valor, devendo ser respeitado o que a lei estabelece, ou seja, que a pensão alimentícia só é devida …
  • Resultados da pesquisa de correspondência: Neste diapasão, outro princípio conhecido no ordenamento jurídico é o consagrado trinômio, ou seja, necessidade comprovada dos menores satisfeito pelas condições dos genitores, possibilidade satisfeita pelas condições financeiras de ambos os …

Nguồn: https://nhaxinhplaza.net